Knurd Report #26

Participantes: Darkonix e Laivindil

knurd26s


Download
(00:01:32-00:55:10) Turbante não é cosplay: Vá se apropriar da vovózinha
– Arrependimentos
– Discussões no Facebook
– Apropriação Cultural

(00:55:10-01:42:57) Notícias já conhecidas por todos: tentando entender a razão desse bloco
– Fantastic Four
– Ant Man
– Power/Rangers
– Alien 5
– Novo X-Files
– Supergirl
– Spinoff de Arrow/Flash
– Lego The Movie 2

(01:42:57-01:57:48) O cult invadindo o podcast: saudade de tempos mais simples (e racistas)
– Serial
– Invisibilia
– This American Life

(01:57:48-03:02:32) Tinha maratona My Little Pony mas ele preferiu ver filmes: Oscar Brainwash
– Whiplash
– Birdman
– Imitation Game
– The Grand Budapest Hotel
– The Theory of Everything
– Foxcatcher
– Nightcrawler
– American Sniper

(03:02:32-03:42:27) O que já foi brega agora é quirky: Estou olhando pra você, polaina
– Submarine
– Njinga, A Rainha da Angola
– Backstreet Boys: Show ‘em what you’re made of
– Child’s Play
– Rush
– Bob Esponja: Um Herói Fora D’água

(03:42:27-04:23:53) Peter Parker é picado por uma aranha radioativa e/ou geneticamente alterada: Pronto, MOVING ON
– Agent Carter
– Agents of S.H.I.E.L.D.
– Homem-Aranha na Marvel

(04:23:53-06:26:41) Seleção eclética de séries saindo do forno: E você sentado no meio-fio domingo à tarde reclamando de tédio
– Weekly Wipe
– Black Mirror
– Cucumber
– Banana
– Tofu
– Penny Dreadful
– Homeland
– Walking Dead
– Supernatural
– Better Call Saul
– Once Upon a Time
– Survivor
– King of the Nerds
– Parks and Recreation
– Jane The Virgin

(06:26:41-06:57:14) Da terra do sol nascente, nem tudo é o quê parece: Crianças japonesas gostam de sons irritantes e melancolia
– Pokémon XY (ep. 60)
– Ressha Sentai ToQger
– Shuriken Sentai Ninninger
– Power Rangers Dino Charge

Comunidade no VK: http://vk.com/theknurdproject
Email: alojcast@gmail.com

The Knurd Project no iTunes
JCast no iTunes
Knurd Report no iTunes

Feed do The Knurd Project
Feed do JCast
Feed do Knurd Report

Músicas nesse programa:
Drake – You & The 6
Kanye West – Runaway

  • King Buddy Holly

    Olá!

    Obrigado por mais um Knurd!

    King!

    • King Buddy Holly

      E dentro do contexto de preconceito,

      sofrer islamofobia de uma minoria – não sendo árabe ou muçulmano (apenas por usar barba) – coloca qualquer esperança em xeque.

  • Ademar Abiko Jr.

    Oi. Eu fui o cara da crítica que vocês leram no começo =P

    Deixa eu tentar me explicar melhor =)

    Eu tava com essa sensação de que rola uma falta de empatia de vocês com certos grupos, principalmente os mais mainstreams. Daí teve alguma coisa no knurd de dezembro que deu o trigger pro comentário. Dei uma re-ouvida e acho que foi isso.

    O que me fez comentar foi a crítica sobre o suposto esforço que alguns podcasts fazem para copiar o nerdcast.

    Uma hora vocês atacam a trilhagem de podcasts (14m), dizendo que não é necessária e que quem faz isso carrega um pensamento um tanto amador, por encarar a mídia como rádio. Noutra, vocês atacam os participantes terem de estar animados.

    E vocês atribuem essas práticas a uma busca pelo formato de sucesso do nerdcast. Quando, na verdade, pode ser apenas fruto de um gosto compartilhado. Vocês mesmos dizem no cast que outros autores usam esse contra-argumento, de que o formato semelhante é fruto de um mindset semelhante.

    Outro ataque é ao uso de orelhas e a superficialidade de alguns podcasts.

    Mas uma parcela do público, mesmo que “nerd”, sem aversão a aprofundamentos, pode preferir uma janela para este ou aquele assunto, ao invés de uma porta de entrada. Uma checada rápida no feed de notícias sem compromisso de clicar.

    Ao agregar esses cenários variados ao raciocínio e aceitar como válidas essas demandas, acho que a crítica (ou pelo menos o tom) pode perder um pouco da força.

    Por que, creio eu, esse volume de produtos semelhantes não se trata de doutrinação passiva, mas sim de escolhas ativas de modelos que agradam uma parcela volumosa.

    Minha teoria é de que mainstreams são mais resultado de aglomerados volumosos de pessoas de gostos parecidos do que comportamento de rebanho.

    A maioria das pessoas gosta de relações superficiais com as coisas do mundo. A maioria das pessoas gosta de produtos que sirvam como ferramentas de interação social. Pode ser que não sempre, mas na maior parte do tempo.

    O outsider teve apenas o “azar” de gostar de coisas que poucas pessoas gostam.

    Mas isso não torna o mainstream pior ou melhor que o nicho.

    É nesse ponto que acho que é saudável rolar empatia pelo ser lá no padrão das coisas. E nisso esse ser também desenvolveria empatia pelo lado de fora. Sem que um tenha que pular para o lado do outro. Sem que um atrapalhe o lado do outro.

    Enfim haha.

    Não tem nada a ver com relevância ou irrelevância das críticas que vocês fazem. Ou que isso torne ou não o cast irritante. Acho que essa é uma das qualidades do knurd. Eu só queria empurrar umas perspectivas variadas pra discussão. =D

  • Felipe Sales Canedo

    Whatever happened to the Knurd #25?

  • Adriano Beidacki

    Mas então um clipe do tipo Booty da Iggy Azalea com a Jennifer Lopez, ou vice-versa, estereotipa demais a imagem da mulher?

  • Adriano Beidacki

    Mas o RAP está cada vez mais sendo vendido como um produto “branco”, pois o negócio dos caras é vender, vender, vender, antigamente os discos bastavam, hoje é tudo baixado na velocidade da luz, eles precisam diversificar o público, só o gueto não tá rendendo o suficiente, essa indústria do cara bacanudo que pega todas as mulheres e tem sempre um fan-service de suruba ou no mínimo alguma insinuação lésbica pra chamar os feticheiros no onanismo, tá cada vez maior. A imagem que eles passam é: Se você for Rapper, vai pegar mulher e se dar bem. Come to us! E nas entrelinhas – Consuma nossos artistas para te servir de inspiração, mesmo que você não chegue lá, pelo menos deu dinheiro pra nós!

  • José Verissimo

    Baita episódio. Em no mínimo dois episódios.
    Gente, eu realmente não me importo com pouca edição, falta de trilha, até a qualidade do áudio não precisa ser tão excelente… Mas a diferença de volume nas primeiras horas deixou bem ruim de ouvir… Se o Laivindil esquecer de setar o microfone certo de novo no futuro, seria bom colocar o mesmo nível de volume na edição ao menos…

  • Matheus

    Não vi esse episódio de Black Mirror, não sei exatamente quais eram as críticas, mas o James Deen deu um entrevista ao podcast do Bret Easton Ellis e comentou sobre como as pessoas enxergam a industria pornô com esteriótipos de décadas passadas e como é um ambiente mais profissional do que sets de filmagens não pornográficos no quesito consumo de drogas. É a experiência de um homem que atua na indústria e tem sua própria produtora, mas é válido para desconstruir um dos argumentos que você citou do episódio, eu acho.

  • Ismael Pereira

    Tenho uma curiosidade que a muito tempo me persegue, penso que em algum cast ela vai ser respondida mas nunca é. Nesse cast tem um comentário do Laivindil que pensei confirmar (não lembro o comentário exato), mas ficou bem discreto e ainda a curiosidade permanece! -_-

    O LAIVINDIL É HOMOSSEXUAL?

    Não que isso importe, como disse, é só uma curiosidade antiga mesmo, queria saber…