JCast #150

Rant: Galinhas sem cabeça, Dinossauros, The New 52 e Kamen Rider Fourze
Feedback

Participantes: Darkonix e Laivindil

Quem tem insônia é madame. Na moral. Se você não ganha acima de dez salários mínimos por mês, não tem direito a  sofrer de insônia, ou de cleptomania. Não ouse ficar deprimido nem seja diagnosticado com síndrome de borderline. Doença de pobre não pode ser tão romântica assim. E isso é ótimo, mantêm seus pés no chão. Quem tem problemas reais pra lidar adoece menos. E quando adoece uma aspirina resolve. Quando começar a sentir aquela vontade de se trancar no quarto, escrever poesias melancólicas ou atualizar seu status no Facebook com recadinhos misteriosos para desafetos em geral, pense no tanto de roupa que precisa ser lavada. Vamos cortar uma grama, alimentar uns pombos, doar pra Unicef. Ouvir JCast ajuda também. Vozes diversas metralhando informação inútil o bastante para manter seu cérebro longe de impulsos nocivos. Cientificamente comprovado. Quem ouve JCast não tem rugas de preocupação nem chora pelo leite derramado.

(00:00:34-00:31:17) Rant: Galinhas sem cabeça, Dinossauros, The New 52 e Kamen Rider Fourze

Vamos homenagear a DC Comics e relançar o JCast. Vai voltar para o número um e nossas origens vão mudar levemente. Nossa cronologia é por demais complexa e isso afasta novos ouvintes. Ninguém entende exatamente quem inventou essa merda, quem começou e quem saiu, quem entrou e quem resolveu falar de Naruto toda semana por semanas seguidas. Nossa trajetória é irregular então vamos reformular essa palhaçada. Na nova origem Laivindil e Darko são jovens herdeiros milionários que resolvem gravar um podcast para que não morram de tédio. E chamam seus empregados mais íntimos para participar, entre eles Yohan. O mais carente de todos. Grande coração. É, desse jeito pode funcionar.

Trilha: Salyu – S(o)un(d)beams

(00:32:14-1:27:02) Feedback

De vez em quando precisamos parar de recomendar coisas por dois motivos: primeiro, para que o Laivindil possa rever seu catálogo e sugerir outro anime que não seja Black Lagoon; e segundamente, para que vocês possam ter tempo de assistir tudo sem que precisem largar seus empregos. Para dar uma arejada em vocês e uma inflada em nosso ego, nós preparamos mais uma edição de Feedback. Todos os hatemails foram editados. Como só recebemos críticas negativas dessa vez, todo esse bloco teve que passar pelos meticulosos filtros de nosso avançadíssimo software de edição. Ele substitui “filhos da puta” por “vocês são incríveis” e “meus tímpanos morreram de desgosto” por “rio litros com vocês, beeshas”. Depois disponibilizaremos gratuitamente o programa.

Megurine Luka desbancará Hatsune Miku?
Madoka com mais de 1GB
Whiners.pro
ji-hi.net
Sakurai Fansub
John Smity by Gaspar Nolasco
JWave #63: K-On!
TeiaCast
Raopo
@rafaelportillo

Trilha: Noriyuki Iwadare – Gyakuten Meets Jazz Soul

Então, né, gente, mandem emails para [email protected], e até semana que vem!

JCast #142

Rant: Terry Pratchett e Suicídio Assistido
Feedback: Kaoru, Gustavo Chaves Ribeiro, Renato Gonçalves, Gaspar Nolasco, Mayara França Prado, Doraemon, Ana-chan e RaphaelSoma

Participantes: Darkonix, Laivindil, Luan e Yohan

Geralmente a única coisa boa de uma segunda-feira é saber que ela acaba. E nesse momento você ganha algo para facilitar sua jornada. Hoje é feedback time. Somente e-mails e cartinhas dos nossos ouvintes. É, infelizmente não tem cartinhas. Temos que consertar isso. Antigamente você precisava se esforçar pra ser ouvido. Escrever à mão. Colar selo com saliva. Isso é, se alguém realmente faz isso na vida real. Eu sempre usei cola. Vamos arrumar uma caixa-postal. Ou então mudar o endereço de correspondências pra “Rua da Várzea”. Se a memória não falha, todos os programas infantis eram gravados nessa rua. Não que sejamos um podcast infantil. Podemos até ser infantilóides em alguns momentos, mas é tudo premeditado. Estamos tentando provocar insultos contra nós mesmos e depois ganhar uma grana preta em processos. Claro que revelar isso aqui compromete bastante o plano. Voltando às cartinhas. Mandem algumas pra “Rua da Várzea”, sem número mesmo, a gente passa lá e cata do chão. Corte alguns códigos de barra e responda a alguma pergunta aleatória. A única parte dessa nostalgia que não será revisitada será a do prêmio. Nós somos o prêmio. Com o pagamento certo, a gente vem com gosto de cereja.

(00:00:34-00:19:00) Rant: Terry Pratchett e Suicídio Assistido

O rant começou num tom bem besta, mas provavelmente a presença do Luan levou o assunto para algo muito sério e carregado: suicídio assistido, que o Terry Pratchett, maior ídolo do nosso amigo Yohan, pretende cometer. Ou o Richard Dawkins, o Yohan paga pau dos dois e sempre confunde. Perceba que com essa constatação podemos comprovar que: a) Todas as minhas piadas são usadas no cast, não sobrando nenhuma pro texto; b) Minhas piadas definitivamente não são boas; c) O texto desse bloco está sendo escrito pelo Darko, ao contrário do parágrafo inicial, que foi escrito pelo Laivindil; d) o item a é um comentário retroativo, que fará mais sentido após ouvir o cast, dando assim todo um fator replay para esse texto; e) o documentário pode ser assistido logo abaixo.

Trilha: Filipe Catto – Saga

(00:19:54-1:25:07) Feedback

Com emails de Kaoru, Gustavo Chaves Ribeiro, Renato Gonçalves, Gaspar Nolasco e Mayara França Prado, e comentários (cheios de spoilers de Madoka, BEWARE!) de Doraemon, Ana-chan e RaphaelSoma.

GasparNolasco on deviantART
Kotatsu Shinbun – Yuri
nbm² – Madoka Magica Review – Parte 1
nbm² – Madoka Magica Review – Parte 2

Trilha: Tokyo Jihen – Daihakken

Então, né, gente, mandem emails para [email protected], e até semana que vem!

JCast #134

Rant: Mais Madoka, Game of Thrones e American Idol
Station: Erika Sawajiri – Ichi Rittoru no Namida
Feedback

Participantes: Darkonix, Yohan, Ryo, Marcos, Pincher e Leo Kusanagi

Olha o JCast aí, mais atrasado que a minha menstruação (que não vem faz 21 anos). Sou hilário, não é não? Pode falar. Então, inaptidões cômicas à parte, mais um JCast feito em meio ao caos, intempéries, mudanças e doenças, porque sorte é a coisa que mais me falta nesse mundo. Mas não vou reclamar da vida: escutem esse JCast com emails na mesma proporção que lágrimas e sejam felizes!

(00:00:31-00:13:54) Rant: Mais Madoka, Game of Thrones e American Idol

A gente tentou parar de falar de Madoka Magica, mas ninguém acredita que o anime é bom de verdade! Pra você ver como esse mundo ainda tá cheio de preconceito. E pra não ficarem nos difamando por aí, dizendo que sem o Laivindil somos um bando de weeabos que só falam de coisas japonesas, resolvemos falar de coisas ocidentais e bastante populares entre dois extremos de nossa sociedade: os fãs de música pop americana e os nerds que acham que num ambiente medieval seriam guerreiros barbados, bêbados e carniceiros, ao invés de morrerem de lepra aos 13 anos de idade. Tudo isso ao som de Afrirampo, moças barulhentas que sempre quis colocar na edição, mas nunca tive coragem.

Trilha: Afrirampo – Afrirampo

(00:14:53-00:39:52) Station: Erika Sawajiri – Ichi Rittoru no Namida

Dizem que a Erika Sawajiri é polêmica, isso na mídia japonesa deve corresponder a sair de casa sem o casaco, esquecer de tomar o remédio ou falar de boca cheia. Ainda não sei, pois nessa primeira parte nossos amigos do JStation se dedicam a destrinchar Ichi Rittoru no Namida, Um Litro de Lágrimas, obra chorona que botou a atriz no mundo. Semana que vem a gente descobre o que de errado essa moça faz.

Trilha: Susume Ueda – Ichi Rittoru no Namida OST

(00:42:29-01:53:15) Feedback

Com emails de Vinícius Tomal (kwijibo), Éder, Rodrigo Capucho, David Moratorio (nerdherd), Natalia Marques, Felipe Sales, Atmo, Ana Carolina Pereira e Benedito Vanelli.

S.O.S. Dan Brasil
Exú Caveirinha by Kwijibo
Suzumiya Haruhi no BookDepository
Study English with Haruhi 1

Dan Kanemitsu’s Paper Trail (link para o Capucho)

Trilha: The Black Mages – Black Mages e The Skies Above

E esse foi mais um JCast, e nem tudo são BAD NEWS: segunda terei internet em casa, e sem ser 3g! Me rendi, desisti da fibra e assinei a Virtua. Fazer o que né, enquanto isso espero a GVT chegar aqui. Anyway, emails vão para [email protected], e passa no www.jcast.com.br, se estiver nos ouvindo na Kombo. Até semana que vem!

JCast #130

Rant: Rebecca Black e Guerra dos Tronos
Review: Royal Space Force: The Wings of Honneamise
Feedback: Vivian R, Rodrigo MSN, Ananias Lopes, Rodrigo Capucho, Raphael Soma e Doraemon

Participantes: Darkonix e Laivindil

O resto do mundo parece ter murchado nos anos 80. Todos estavam preocupados demais em manter seus cabelos volumosos e suas ombreiras no lugar e ninguém se importava muito com bom entretenimento e música de qualidade. Eles estavam pensando no futuro, lógico. Se não fossem nossos queridos companheiros de mullet, hoje não nos divertiríamos tanto com a nostalgia das produções da época, ao mesmo tempo em que agredecemos aos céus o fato de que não vivemos mais naquela década de merda.Lógico que nem tudo foi cocô nos anos 80: para muitos, ali aconteceu o auge da animação japonesa. Por mais limitadas e presas ao passado que essas pessoas sejam, seus argumentos não são de todo vazios: muita coisa que aconteceu nos anos 80 definiu gêneros e estabeleceu padrões até hoje não superados. Hoje falaremos um pouco sobre uma dessas produções seminais, além de colocarmos em dia a fofoca com os ouvintes e leitores do blog. Curtam essa edição, enquanto eu fico torcendo para que mini-blusas masculinas jamais sejam moda de novo.

(00:00:33-00:09:48) Rant: Rebecca Black e Guerra dos Tronos

Foi primeiro de abril e nós não postamos nenhuma notícia mentirosa. Grandes poderes geram grandes responsabilidades. Somos tão influentes no nicho otaku nacional, que qualquer comentário jocoso nosso poderia se tornar verdade instantaneamente. Isso é perigosíssimo na nossa mão. Bastaria apenas uma notícia mentirosa para que tivéssemos AV’s de manhã ou Saber J na Tv Globinho. Muitas crianças jamais se recuperariam do trauma. Melhor deixar isso para sites mais profissionais e menos influentes. Ah, e tentem ler Crônicas de Gelo e Fogo antes da série da HBO. Só se lembrem de comer entre os capítulos, para que não morram de fome. E lembrem que toda a complexa mitologia ali descrita não cai no vestibular. Não se esforce muito.

Sério? Devora essa merda com a Wiki aberta do lado, é muito mais interessante do que qualquer coisa que te ensinarão na escola. Parafraseando Craig Ferguson: Pais, aguardamos ansiosos as suas cartas.

Trilha: Rodrigo y Gabriela – Rodrigo y Gabriela

(00:10:15-01:00:30) Review: Royal Space Force: The Wings of Honneamise

Como eu dizia lá em cima, se você ainda estiver acordado, os anos 80 produziram várias boas coisas e uma delas foi o estúdio Gainax. Fale o que for da atual produção do estúdio, mas o fato é que eles começaram de uma forma peculiar: somos jovens, somos fãs, não temos distrações sexuais, ganhamos uma nota preta da Bandai, vamos fazer um fucking filme! E esse longa é Wings of Honneamise. Nem todos podem estar tão apaixonados assim por seu trabalho. Às vezes o julgamento do autor fica prejudicado. Esse anime prova, no entanto, que nem sempre dar total controle de uma produção a um bando de loucos é uma coisa ruim. Às vezes a gente tem um Sucker Punch da vida, mas faz parte. Coloquem seus capacetes, entrem em seus módulos espaciais prestes a explodir, esqueçam a fé nos bons valores da humanidade e ouçam o podcast. Não tem que ser nessa ordem, como sempre. Você pode até pular a última parte.

http://www.youtube.com/watch?v=XFGo041te08

Trilha: GO!GO!7188 – Go!!GO!GO!Go!!

(01:00:52-01:47:46) Feedback

Parental Discrection is Advised. Não, sério. Você não está entendendo. Enquanto outros podcasts tentam manter seus blocos de e-mail bem contidos e concisos, já que é a parte mais chata para muitos, nós enfiamos no seu rabo 50 minutos deles. E nem tem tantos e-mails assim. Adoramos tanto o som da nossa voz. A única coisa que gostamos mais, é o som da nossa voz enquanto jogamos fora qualquer traço de dignidade. Claro que você sai ganhando, já que TODOS ADORA o Jcast produzindo momentos de vergonha alheia. Claro que nem tudo são flores. Nós também comentamos certas coisas muito sérias e colocamos um ponto final em um dos maiores mistérios do podcast. E não estou falando de nossa sexualidade.

Com os emails de Vivian R, Rodrigo MSN, Ananias Lopes e Rodrigo Capucho, além dos comentários de Raphael Soma (nbm²) e Doraemon.

Trilha: Janne Da Arc – Z-HARD

A gente não estava bêbado nesses emails. Muito menos usamos de drogas ilícitas. Oxigênio já o suficiente para nos inebriar. Mandem seus emails e mais desenhos do Exú Caveirinha (recebemos alguns) para [email protected], e nos visite em www.jcast.com.br caso estejam nos ouvindo na Kombo. Até semana que vem!

01:28:14-02:06:26

JCast #123

Rant: Postes, Economia Doméstica e Reality Shows Fúteis
Station: Majisuka Gakuen
Review: Lily Chou-Chou no Subete
Feedback: Matheus Marvila, Vivian R, Felipe Sales, Adriano Firefox e Tanko-chan

Participantes: Darkonix, Laivindil, Ryo e Sasukerk

Saludos companheiros Jcaddict´s (isso foi bobo, mais que o normal, mas acreditem, “Família Jcast” teria sido bem pior. Agradeçam-me depois por isso) nunca na história desse podcast nós sentimos tanto a música em nossas veias. Mais ou menos. O Station retorna triunfante em nosso novo formato 3.0, falando sobre AKB48, eu sei, mas sobre o Dorama que estão fazendo. E o episódio continua com o review de um filme sobre uma cantora, que mal aparece em cena. Ou seja, é o Jcast de música pra quem não curte música, mas que ao mesmo tempo não deixa pra baixo quem curte. Alguns podem nos acusar de propaganda enganosa, mas pelo menos estou deixando nossas intenções bem claras (tequilas) nessas linhas. Se vocês não ficarem satisfeitos, prometemos o lançamento extraordinário de um complemento, trazendo todo o elenco do Jcast discutindo qual membro do Arashi está estrelando o quê essa semana, e qual integrante do AKB48 tem mais chances de ser flagrada sentada no colo de um senhor ligado ao parlamento em uma casa de pachinko. E agora eu encerraria fazendo (mais uma) piada sobre a semelhança das integrantes mas não farei isso. E como não tenho outra zoação melhor pra fazer com elas, fecho o parágrafo com o randômico e recém-googlado provérbio japonês: “Se quiser conhecer um cavalo, conviva com ele; se quiser conhecer uma pessoa, monte nela.” Ou algo assim.

(00:00:33-00:11:05) Rant: Postes, Economia Doméstica e Reality Shows Fúteis

Sem muito a acrescentar aqui. Pode contar spoilers e quero que peguem todas as nossas realizações espirituais em primeira mão, sorvendo conosco o êxtase espiritual vindo de programas ruins de tv e semanas sem sexo. Ou meses. ANYWHOW. Um aviso apenas: estamos vendendo formatos para reality shows. Saca só: pessoas desconhecidas em dupla com pessoas famosas, competindo em gincanas bem criativas, como aquela corrida com a colher na boca, tendo um ovo equilibrado na ponta. A pessoa desconhecida perdedora tem então que se submeter a uma plástica com o Dr. Rey, que transformará seu rosto no da pessoa famosa da dupla ganhadora. Então o famoso verdadeiro e o falso têm que morar juntos em um banheiro de bar filmado 24 horas por dia, vestindo as mesmas roupas e sem poder falar nada. As pessoas de casa então votam pra saber quem é o verdadeiro. O escolhido passa então a ser o dono oficial daquela identidade, e o outro é sacrificado em praça pública. Por questões legais, esse programa será filmado na China.

Trilha: Pierrot – Nounai Morphine

(00:11:39-00:41:41) Station: Majisuka Gakuen

Imagino que muita gente, assim como eu, tenha muito interesse em saber mais sobre as AKB. Ou não, talvez seja apenas uma patologia minha, não sei. De qualquer forma, são muitas garotas, o que nos confude e nos dá aquela preguicinha de saber quem é quem. Então o que seria melhor pra entrar nesse universo do que assistir um dorama que pega todas essas meninas fofas e as bota pra lutar em brigas de gangues colegiais? Nesse bloco o pessoal do JStation disserta sobre essa pérola da televisão japonesa. Sério, só japoneses pra pensarem nisso. Temos essas garotas fofas aqui, e todo mundo as ama porque elas são fofinhas. Agora queremos fazer um dorama delas, qual a trama ideal? Óbvio, colocá-las pra brigar e sangrar, alguém tem alguma dúvida?

Enfim, um último adendo: a Nachu, que ilustra a capa desse JCast, é uma gordinha muito sexy quando não tá fazendo cara de delinquente-sem-pai-nem-mãe. Sério, procurem aí.

Trilha: AKB48 – Kamikyokutachi

(00:42:15-01:13:16) Review: Lily Chou-Chou no Subete

Esse belo filme pode deixar você um pouco confuso. Fique tranquilo, não se trata de adolescentes cantando. Pra variar. Mas usa a música para ajudar na metáfora. Aconselhamos que, se você é um adolescente raivoso, que não se encaixa e está revoltado com o capitalismo, que usa camisa do Che Guevara vetorizado e fuma marijuana como forma de alcançar um estado elevado de espírito, não ouça esse review. Primeiro porque não queremos você aqui. Segundo porque o review pode levá-lo a assistir ao filme, que pode levá-lo ao suicídio. Não por causa dos profundos temas que ele aborda, mas porque a sua mente danificada pela erva não vai conseguir entender um segundo sequer da película. As nossas mentes danificadas apenas por pornografia underground, chocolate e batata frita com sorvete quase que deixam passar muita coisa. Agora, se você é normal como nós (Oi-q) curta essa viagem profunda pelos trevosos anos de sua juventude, quando você autistava em campos de arroz, com seu discman embaixo do braço, ouvindo variações pop do som de Debussy. Viram só, adeptos de marijuana e santo daime? Isso é ser alternativo. E você ainda tem a opção de morrer de velhice.

Trilha: Lily Chou-Chou – Kokyuu

(01:14:12-01:55:33) Feedback

Com os emails de Matheus Marvila, Vivian R, Felipe Sales e Adriano Firefox, e o comentário da Tanko-chan do Blyme.

Trilha: Pierrot – ID Attack

E esse foi o JCast 123, somos trigêmeas sim. Resolveu mandar email? O endereço é [email protected]. Tá ouvindo da Kombo? no www.jcast.com.br temos notícias semi-diárias e posts esporádicos em nosso blog. Até semana que vem!