JCast #164

Rant: Doctor Who na Cultura, Alcatraz, Black Rock Shooter e outras coisas que não recordo
Papers: Wabi Sabi
Participantes: Darkonx, Laivindil e Yohan

Faz tempo, meu povo, mas cá estamos. Ainda existimos e somos relevantes. Certo? Eu imagino que sim, mas ninguém telefonou pra saber como estávamos ou se estávamos vivos. Isso não foi muito legal da parte de vocês, ou foi? Não custaria nada perguntar, literalmente não custaria, temos um número 0800. Que eu não vou dizer qual é mais, isso seria estúpido. Passaria uma vibe de desespero. E somos orgulhosos, não precisamos de vocês. Afinal estamos upando podcasts apenas para lotar a internet de lixo, como pessoas fazem com bueiros e garrafas descartáveis. Queremos inundar a internet e acabar com o escoamento entulhando arquivos gigantes de áudio contendo nossas prepotentes opiniões sobre assuntos abstratos. Como o assunto de hoje. Então façam o download se quiserem mas depois upem de novo. Ajudem a propagar nosso plano maligno. Afinal de contas não precisamos da internet. Ela que morra. E isso não é uma manifestação de orgulho. Sim, a internet também anda sumida, ela não tem chegado junto, tá toda temperamental. Ela precisa de uma lição.

(00:01:00-00:30:31) Rant: Doctor Who na Cultura, Alcatraz, Black Rock Shooter e outras coisas que não recordo

Doctor Who na tv Cultura e nós como fãs estamos super animados certo? Já que mais público vai assistir, e todos vão respeitar nossa série favorita e não vão nos olhar feio, e talvez o JN fale sobre ela e série nenhuma pode ser considerada símbolo nerd se isso não acontecer. E imagine a tonelada de merchandising e livros oficiais que chegarão em nossas lojas. Só que não. Nada disso vai acontecer, exceto a parte do JN, mas o ponto é: Doctor Who na tv aberta é algo bem dispensável. Quem já viu os episódios não deve ver de novo, dublado e com a imagem ruim. Comprem os dvd’s ou então continuem com seu avi podrinho. Ele funcionou muito bem antes e ainda tem seu valor. Tudo pra não ouvir o Doutor falando “sossega” pra Charles Dickens. No bicentenário do cara. Isso é tão errado. E não, deixar a tv ligada não dá audiência pra emissora nenhuma. Sim, isso precisa ser dito, e uma parte de mim morre cada vez que preciso fazê-lo. Eu preferiria Doctor Who no SBT. Mas eu só assistiria o Silvio Santos falando sobre ela. E a Rose chegando de helicóptero na sede da emissora, pra participar ao vivo do Domingo Legal. Bons tempos.

Trilha: Pélico – Que Isso Fique Entre Nós

(00:31:15-01:56:45) Papers: Wabi Sabi

Como encher todo um bloco com um conceito que é difícil de ser explicado, mas precisa ser sentido? Já fizemos isso várias vezes, afinal estamos sempre recomendando séries de Tv que passam a mesma sensação. Então o tema de hoje foi moleza. Terminamos o bloco já praticamente monges formados. Se é que rola algum tipo de curso pra isso. Talvez um teste de proficiência ou um teste estético pra confirmar se você fica bem careca. Um monge carequinha com a cabeça bem redonda e lustrosa é a coisa mais linda, só que algumas pessoas tem essa cabeça em forma de pêra, ou outras dessas frutas que só servem pra fazer vitamina. E espinhas e cabelo que cresce rápido demais. Difícil receber o ensinamento se a careca está oleosa e não muito atraente. Nós raspamos para a gravação, todos os pêlos do corpo. Como somos pré-púberes, essa tarefa foi absurdamente simples. Mas não ficamos bem carecas então fotos de nossas versões castas e comprometidas não serão incluídas dessa vez. Mas o conteúdo está aqui, então embarque nessa jornada e entrem no bolão formado pela galera que entendeu o que é Wabi Sabi. O prêmio é auto-realização espiritual. Não tem preço, é mais valioso que qualquer prêmio material e consequentemente mais conveniente para nós.

Trilha: Jero – Yakusoku

Então, né, gente, mandem emails para [email protected], e até semana que vem!