JCast #167

Rant: God Bless America, Vingadores e Game of Thrones
Preview: Hyouka e AKB0048
Review: Digimon Xros Wars
Participantes: Darkonix, Laivindil e Yohan

Tem um cara que foi no Programa do Jô dar uma entrevista sobre aquecimento global. Ele é desses que dizem que tudo não passa de sensacionalismo e que a situação do planeta não está tão ruim assim. Esse vídeo caiu no youtube e se espalhou. Todos assistiram e compartilharam no facebook. Eu não tenho problema com esse cara em particular, ou com os defensores de seu ponto de vista. Mas é engraçado como as pessoas se apegaram a ele como se fosse uma bóia em alto mar. Todo mundo dizendo o dia todo que você é uma má pessoa por fumar, usar gasolina, jogar papel de bala no chão, ficar duas horas no chuveiro. Mudar hábitos é tão difícil. O alívio que dá quando um cara desses vem com toda a propriedade e sabedoria científica do mundo dizer que nada disso destruirá o mundo não tem preço. Tudo bem que eu não governo um país nem sou dono de uma usina e que a única coisa que me pedem é jogar o lixo no lixo. Eu não quero ser higiênico nem educado e é bom saber que o planeta não agonizará por causa disso. Vou até mandar hatemail pro Al Gore.

(00:01:09-01:03:36) Rant: God Bless America, Vingadores e Game of Thrones

AVENGERS ASSEMBLE! Não só é o grito de guerra da equipe(ausente no filme) como é o nome que o longa ganhou no UK. Pois todos sabem que os verdadeiros e eternos vingadores sempre serão John Steed e Emma Peel. O remake com Ralph Fiennes e Uma Thurman não é lembrado como o melhor filme do universo, e por isso confundir as duas propriedades não seria muito bom pra Marvel. Tudo bem que tem super-heróis no pôster, mas se o nome fosse o mesmo, boa parte da população inglesa poderia confundir. Aliás, a brasileira também já que o filme anterior foi lançado no nosso país. Talvez por isso que o nome original do filme foi mantido como subtítulo. Lembro de um caso semelhante, o filme Hurricane: O Furacão. Eu sei, eu sei.

(01:03:42-01:19:08) Preview: Hyouka e AKB0048

Ainda não acabou, era pegadinha. Tem mais dois atrasadinhos e é uma festa de Moe. Que mais você pode esperar da nova aposta da Kyoani e de um curioso anime do AKB48? 48 personagens principais é tanta coisa que Manoel Carlos contactou os roteiristas pra pedir alguma consultoria.

Trilha: Kurahashi Yoeko – Tadaima

(01:19:31-02:09:50) Review: Digimon Xros Wars

Digimon, digitais, Digimon são campeões. Como Pokemon e Jason, eles estão aí até hoje. Medabots e Monster Rancher, se bobear, estão aí também. Essas criaturas se recusam a ir embora da cultura pop. Se não pode vencê-los, assista-os. Tudo bem que todo mundo hoje em dia prefere Ben 10. Na nossa época é que tinha desenho bom. Nunca mais teremos Angélica cantando o tema de algum anime. A não ser que seus filhos sejam otakus e insistam muito. Digimon então representa muita coisa pra muita gente e se tem material novo na área, vale a pena falar sobre ele. É melhor que Digimon 3? Digimon 3 é tão bom assim, ou sofre da mesma nostalgia que transforma Episódio V no melhor star Wars de todos? Não sei se essas questões são resolvidas, mas a nova série de Digimon é debatida dentro de nossos padrões habituais. Então ouve logo.

Trilha: Yamashita Kousuke – Digimon Xros Wars Music Code II

Então, né, gente, mandem emails para [email protected], e até semana que vem!

  • Gabriel 'Bitinik'

    Ler Game of Thrones é como andar de montanha-russa: partes MUITO f*das seguidos por partes tão boring quanto funeral de tia-avó. O terceiro livro me deixou maluco, momento fanboy f*da, principalmente pelo final que foi incrível. Aí eu li o quarto livro e… Bom, vamos ver se vai haver um loop irado no quinto livro.

  • Darko, no Digimon Tamers os domadores se unem aos seus digimons na digievolução final.
    Durante as quatro primeiras temporadas houve algo como uma sequência direcionada no que se refere ao papel da criança e à digievolução: no Adventures eles não lutam e a digievolução é individual; no Adventures 02 um digimon se fusiona com outro na digievolução de DNA; no Tamers digimons e seus humanos se unem na digievolução final lá; no Frontier há digimons mortos e os digiescolhidos encarnam esses espíritos, basicamente eles viram digimons e… bem… não acho muita graça nisso.

  • rubiopaloosa

    O que mais broxa em Xros é os nomes, se tivesse um nome para cada "fusão", nossa, ia ser muito foda, mas ficar colocando Shoutomon Xy é zuado.
    Quanto a Gundam Age, sim vai passando de geração da família do principal, no momento está no neto dele, já passando 70 anos do começo da guerra.

  • Felipe Sales

    "Avengers" é um filme do qual eu gostei muito também, e, como o Yohan, eu o considero um filme de ação muito bom. O que me incomoda, assim como ao Laivindil, é que o hype sobre o filme, e o fato de ele ter um apelo muito grande junto aos fãs de quadrinhos, está nublando a visão crítica de muita gente, que considera o filme a melhor coisa já feita.
    Acho que Joss Whedon fez um ótimo trabalho, seguindo a proposta de um filme de ação, com foco em múltiplos personagens, que fosse divertido, agradasse ao grande público e seguisse o clima mais "light" de algumas das HQs dos Vingadores. O trabalho técnico dele foi muito competente, e acho que ele soube distribuir bem o tempo de tela entre os personagens e soube conduzir MUITO bem as cenas de ação. Discordo do Laivindil em relação ao clímax desse filme ter funcionado tão bem quanto o de "Transformers 3". Achei a ação em "Transformers" confusa e perdida. Já em "Avengers", creio que o Whedon conseguiu coordenar os múltiplos focos e pensar os enquadramentos da ação de maneira que conseguíssemos entender o que acontecia e ver uma sequência de eventos empolgante, sem deixar de ser lógica. Além disso, o humor foi muito bem explorado no filme, tanto em falas quanto em gags visuais.

    No entanto, o filme tem alguns problemas e o plot é um pouco descompromissado demais para mim. Eu gostaria que houvesse uma preocupação maior do roteiro em se aprofundar mais em conflitos e problemas pessoais de cada personagem ou em buscar uma ameaça que discutisse questões mais complexas, como se insinuou fazer na cena do Loki em Stuttgart. Entendo, porém, que seria difícil fazer isso em um filme em que o foco não é esse, que precisava ter uma bilheteria expressiva e que tinha personagens demais com os quais lidar.

    Acho que os diálogos foram bem executados, sim, e conseguiram revelar nuances importantes sobre os heróis, mas, como já disse, creio que poderia haver um aprofundamento maior em relação a um ou outro personagem, principalmente o Capitão América, já que é a primeira vez que o vemos no futuro, depois de ser descongelado. Ainda assim, entendo a dificuldade de se fazer isso sem perder tempo de tela dos outros Vingadores.

    Só discordo quando o Yohan diz que temas mais profundos, como os vistos em algumas HQs dos Vingadores, jamais seriam transpostos para o cinema de maneira a agradar ao grande público. Não sei qual a opinião de vocês sobre "The Dark Knight", mas o filme do Nolan me parece um bom exemplo, ainda nos mantendo no universo das HQs, de um filme que consegue se equilibrar entre ação e roteiro, abordando alguns temas mais complexos e agradando ao público (com uma bilheteria gigantesca) e à crítica.

    Ótimo JCast, aliás. So far.

  • Cast muito bom,porem falar 40 minutos dos vingadores foi péssimo.Abraços e mais assuntos do universo J.

  • kwijibo

    Nossa só 5 comentários? A desperiodização do podcast atrapalha bastante o ânimo do pessoal em participar, e bem o jcast que tem comentários de alta qualidade…

    Começei a ver Hyouka, mas ainda não entendi exatamente qual é a da série (aliás, mesma coisa com tsuritama, que só no 6o episódio está lidando com o fio condutor maior da série), no 4o episódio ainda não temos uma trama mais sólida, mas vamos ver se melhora agora que estão falando do tio da menina e do "Hyouka" em si…

    E me empolguei pra ver xross wars, mas quero rever adventure primeiro para entrar no clima e liberar o garoto de 12 anos em mim, talvez veja o primeiro arco em fast foward, pulando os fillers óbvios. E em defesa de savers, bem, ele melhora um pouco depois do episódio 13 acho, mas o início é fraco demais mesmo…

  • Mesmo que fosse uma bomba (protip: não é), o filme dos Vingadores valeu por aquele rabão revestido em couro da Johansson ficar uma beleza em 3D… 😛

    E sou anti-hype que nem o Laivin pra GoT. Sério, depois de um monte de fanboy mala torrar meu saco, nem quis saber do negócio….

  • Nossa o cara se revoltou so por que teve gente que achou o melhor filme do mundo. Para que tanto estresse se arrogância conquista-se as pessoas não teríamos tantas mortes no mundo.

  • kwijibo

    Cadê o 168?

  • cadê o 168?

  • Darko andou resmungando algo sobre ter enchido a cara de tequila esses dias… Espero que tenha havido uma gravação nesse dia e que venha um cast de umas 2:30h, 3h… Valeria a espera… ashuashasuhauas

    • Ó o povo especulando minha bebedeira. Infelizmente, tô sem microfone e só vou conseguir repor essa semana, então nada de JCast até semana que vem. Tudo deu errado algumas vezes desde o último programa, mas as coisas voltarão ao normal (ou algo próximo disso).

      • Tranquilo. Periodicidade aleatória é praticamente normal, ainda que a espera esteja um pouco mais longa… ahsuhauash
        E que pena que não teve gravação depois da bebedeira 😉

      • kwijibo

        "Tudo deu errado algumas vezes"…

        Jezuis… Fazer o que, o jcast é melhor programa da podosfera brasileira, o único defeito é essa periodicidade maluca a qual nós somos expostos. E só para trolar quem está esperando, o próximo programa terá 3 horas de fic italiana, aposto.

      • Realmente espero muito o próximo episodio e repetindo o colega @kwijibo :
        – "…o jcast é melhor programa da podosfera brasileira…"

  • Firefox

    E aguardamos ansiosos o J-cast 168… quando será que vem?

  • Firefox

    Aguardando que os impecílhos dos nossos queridosJcasters se findem e possamos ouvi-los discorrer sobre assuntos com ou sem o menor sentido e se der tempo, eles falarem de coisas da terra do Sol Nascente!