JCast #168

Rant: Community, Prometheus, The New 52 e Dark Shadows
Papers: Propaganda na Segunda Guerra Mundial
Trend: Aniversário do Grande Terremoto de Nome Melodramático
Participantes: Darkonix e Laivindil

Quando você menos espera a gente volta. Quem eu quero enganar? Ninguém estava esperando mais. Por isso tentamos fazer uma edição com 5 horas de duração, pra poder compensar. E falhamos miseravelmente, parece que tem 20 minutos de podcast mais ou menos. Nesse tempo fora fizemos uma reciclagem mental e espiritual em um mosteiro acessível somente para aqueles de coração puro (a gente hackeou a segurança) e aprendemos a ser sucintos. Tudo bem que nessa era da pressa, em que seus sentimentos têm que ser jogados ao vento em 140 caracteres ou menos tornando assim tudo muito mais superficial, tornando a punchline mais importante do que a mensagem, tudo o que nós não precisamos ser é sucintos. Nós temos a chance de falar e falar e falar sem parar e não estamos presos a nenhuma restrição interna ou externa. Então eu digo foda-se o mosteiro (não, tipo, é um exagero para fins dramáticos, eu não quero que o mosteiro se foda, aliás, a gente nem esteve lá de verdade) e vamos simplesmente falar o que der na telha. A gente vai ofender (mais) muita gente no processo, mas palavras não têm poder. Elas não ficam gravadas no éter e germinam idéias que se tornam atos. Isso é alarmista demais. Deu medão hein. Melhor só calar a boca e assistir anime.

(00:01:25-00:53:28) Rant: Community, Prometheus, The New 52 e Dark Shadows

Falem o que quiser, a teoria do Space Jesus não faz sentido. E se você não viu Prometheus se ferrou, acabei de soltar um spoiler de algo que não está no filme. Então agora você vai assistir sabendo o que não vai encontrar. Como queremos ser populares, vamos imitar os sites profissionais e falar a lingua do povo. Lá vai. “Porra, Prometheus era pra ser foda do caralho, mas putaqueparil aquela porra é fudida demais, eu tava todo ‘maaaassa véio’ naquele começo daê entra aquela gostosa da Charlize que deixou meu pau duro e eu bati punheta ali mesmo gozei a pipoca caiu gozo no refrigerante e eu bebi meu sêmen e foi mais legal que essa porra desse caralho desse filme de merda”.
É, seems legit. Somos praticamente o Nerdcast agora.

(00:54:39-01:33:32) Papers: Propaganda na Segunda Guerra Mundial

Quer saber o motivo por trás da casca grossa dos japoneses? Desenhos animados que mostram a realidade do dia-a-dia, lógico. Se é assim hoje, imagina na guerra. Bichinhos felizes cantando e colhendo amoras no bosque e produzindo armas para matar esses ocidentais de merda. Sei lá, eu sei que o Japão tava no lado errado da guerra. Até segunda ordem essa é meio que a guerra com lados bem definidos né. Os nazistas meio que precisavam perder. O Japão era só um menino assustado, aquele nerd bulinado que passa a andar com os valentões e acaba perdendo um bocadinho do bom senso. Fala sério, eles explodiram uns americanos. Vai dizer que você chorou com Pearl Harbor? Eu não, e não só porque o filme é ruim. É que eu torcia pros japas, vai. A propaganda de guerra deles era mais legal, você vai comprovar ouvindo esse segmento e eles são melhores como vilões do que os demais foram como heróis. Quem não ama um bom vilão? Você olha feio pro Japão quando um gringo tiver perto, daí ele se afasta e você secretamente pisca o olho e murmura: “Waaaay to go, bitches”.

Grand Guignol
Momotaro Umi no Shinpei Parte 1 (sem legendas)
Mickeys malignos atacam o Japão
Mickey do Hamas
Livros didáticos na Coréia do Norte

(01:34:18-01:54:37) Trend: Aniversário do Grande Terremoto de Nome Melodramático

Shake dat ass, é um update do Japão pós-terremoto chegando. Isso.Foi.Insensível.Até pros nossos padrões. Desculpe, mas você sabe, tem que manter o ânimo elevado, mesmo que você nunca mais possa voltar pra casa. Mesmo que você acabe comendo lula radioativa, mesmo que os reatores de Fukushima resolvam pirar e engulam o arquipélago japonês deslocando-o no espaço/tempo e ferrando a gente. Sem Japão, sem anime, sem jcast. Mas tudo tá tranquilo, viu. Tipo, os velhinhos pescadores querem sua antiga vida de volta, mas os jovens estão muito animados com suas novas casas temporárias (as casas normais no Japão já têm pínta de lego mesmo, não é uma grande diferença) e suas indenizações. Alguns até torcem para que desenvolvam mutações. A Toei está particularmente esperançosa por um Kaiju de verdade emergindo desse caos. Ah, os preços da borracha e os salários dos suit actors estão muito altos. Enfim, vamos dar Graças a Deus por não termos terremotos no Brasil. E se algum se insinuar no horizonte a Dilma veta. É meu meme nacional favorito e eu odeio memes nacionais.

Músicas nesse programa:

Ladytron – Seventeen
Tema do Dance India Dance Li’l Masters
Miyavi vs Yuksek – Day 1
Miyavi vs Yuksek – Futuristic Love 2012
Shiina Ringo – Jiyuu e Michizure

Então, né, gente, mandem emails para [email protected], e até semana que vem!