JCast #146

Rant: Orgulho Hétero e Dawkins Misógino
Papers: Parapara, Techpara e Diamond 7
Review: Karigurashi no Arrietty

Participantes: Darkonix, Laivindil, Yohan e Dychan

Aqui estamos nós de novo. Demoramos outra vez por conta de prioridades. Enquanto uns se mantêm atualizados com os memes mais quentes do momento, ou seja, aqueles endossados pelos Biebers e Rihannas da vida, como Owling, Planking, Cone-ing e Horsemaning, outros pensam em formas cada vez mais irracionais de se manterem ativos sexualmente. Podcasting que é bom, nada. Até um certo ponto. A gente ama isso aqui, bem mais que vocês. “Ama” não né. É mais um relacionamento doentio e co-dependente. Seja como for, agora já era. Programa gravado, editado, upado e em breve escutado. Penetramos em sua mente e simplesmente não dá pra se livrar.

(00:00:45-00:33:10) Rant: Orgulho Hétero e Dawkins Misógino

Os participantes desse bloco gostam de reclamar. Não há outra explicação. Se estiver ouvindo e sentir que teve um deja vu, você está errado. Não é a sensação de já ter ouvido isso antes. Você de fato está escutando uma discussão requentada. Ou talvez não, mas é que estamos sempre tão revoltados com o status quo que já ficou chato. Temos certeza de que você deve apenas processar 40 minutos de “mimimimimimi” ou “bla bla bla”, ao melhor estilo professora do Charlie Brown.

Skepchick – The Privilege Delusion (texto sobre o caso do Dawkins)

Trilha: Usotsuki Barbie – Ni Ni Ni Ni

(00:34:13-1:18:24) Papers: Parapara, Techpara e Diamond 7

Dy-chan retorna mais uma vez ao lar para falar de uma de suas especialidades. Não estamos falando de discussões legais (legal de advogado suado, não de maneiro) nem muito menos de suas habilidades malabarísticas com a língua japonesa. Dessa vez conversamos sobre Parapara, aquela dança japonesa que você já viu, já fez “Meh”, mas agora vai passar a curtir pois nós estamos assinando embaixo. E se você não gostar é homofóbico e nós te processaremos. Esse bloco todo, no fim das contas, é só um grande jabá pra Diamond 7. Vamos ser sinceros e tirar isso do caminho. Lá vai.

Página da DIAMOND7 no Facebook
Página do evento no Facebook

D7 DVDs:
ZONA-1
ZONA-2

Edições Anteriores (ALERTA LOLI pro segundo vídeo):

(01:19:06-1:53:23) Review: Karigurashi no Arrietty

Novo filme do Ghibli, deveras recente mas ainda longe de ter um lançamento oficial ocidental. Não dá pra esperar, sorry. Mas somos críticos especializados, é como se tivéssemos acesso a um tipo de cabine de imprensa. A gente pode ver antes. É lógico que você vai esperar até o ano que vem pra ver a versão da Disney. Só não espere tanto pra ouvir o review, não tem spoiler aqui. Digo, é um Ghibli, então não espere grandes violências gráficas. E não assista The Borrowers antes, o filme gringo de 1997. Ver o Tom Felton pirralho pode até ser uma experiência curiosa, mas o filme tem John Goodman demais. Tirando Flintstones, tudo com muito John Goodman faz mal pra saúde. John Goodman e Rosie O’Donnel então… overdose. Por associação de palavras eu recomendaria Ellen DeGeneres pra recuperação. E vou parar antes que eu saia muito do tópico inicial.

Trilha: Cécile Corbel – Kari-gurashi

AVISO: Pra acertar o cronograma e aliviar nossas conturbadas vidas do peso de entregar esse podcast que vocês todos amam por alguns dias, o próximo JCast não sairá semana que vem. Ou melhor, sairá: mas ao invés de sair ás quartas, como tem saído, sairá no fim de semana, para reestabelecer o status quo. Pra quem ficou confuso: o próximo JCast sai dia 20/21 de Agosto, daqui a 10/11 dias. Certo? certo.

Então, né, gente, mandem emails para [email protected], e até semana que vem!

JCast Reviews #32

Hayao Miyazaki está fora de controle. Ele chegou naquele ponto da carreira de um cineasta, em que qualquer coisa que fizer dará repercussão. Pessoas falarão mal, pessoas falarão bem, mas pessoas falarão e é isso que importa. Ele nem precisa do seu dinheiro. Seus trabalhos são sempre sucessos comerciais e agora ele tem a segurança de escrever e dirigir o que ele bem entender. Ou visualizar durante uma bad trip. Aposto que foi isso que gerou Ponyo. Darko é mais otimista e pensa que talvez um de seus filhos teria sugerido a idéia. Isso pode funcionar com Shyamalan e seu A Dama na Água, mas Miyazaki é japonês, velho e anti-tecnológico. A descrição exata de um usuário de daime.

(00:00:53 – 00:13:50) Introdução

“Se centenas de milhares de sóis nascessem ao mesmo tempo no céu, talvez seu resplendor pudesse assemelhar-se à refulgência dessa forma universal da Pessoa Suprema” (Bhagavad-Gita Cap 6 verso 12.)

“There’s a time when the operation of the machine becomes so odious—makes you so sick at heart—that you can’t take part. You can’t even passively take part. And you’ve got to put your bodies upon the gears and upon the wheels, upon the levers, upon all the apparatus, and you’ve got to make it stop. And you’ve got to indicate to the people who run it, to the people who own it that unless you’re free, the machine will be prevented from working at all.” (Bodies Upon the Gears – Mario Savio)

“Ahhhhh Chico Buarque é tão fofo!” (Minhas amigas em uníssono)

“Quem não sabe sorrir, não deveria abrir uma loja” (Provérbio chinês não relacionado com parte alguma deste podcast)

(00:14:19 – 00:55:46) Gake no Ue no Ponyo

Demorou mas assistimos e finalmente pudemos ter uma opinião pessoal sobre o trabalho mais recente do aclamado diretor e crítico do auto-sexo Hayao Miyazaki. Seria Ponyo uma bagunça sem estrutura narrativa, um momento fraco em sua carreira repleta de sucessos, ou um retorno às raízes e aos bons tempos em que Totoro andava pelo interior japonês dentro de um assustador ônibus-gato? De uma forma ou de outra, terminamos o review ensinando como fazer Ponyo frito, uma iguaria que será debatida anos à fio em tribunais por todo o mundo, que tentarão decidir se é ou não canibalismo. Enquanto as discussões éticas percorrem, aposto meu traseiro magro que os chineses não teriam problema nenhum com isso.

Um ótimo exemplo, muito bem lembrado pelo KillerHell nos comentários, de uma história contada por uma criança:

http://www.youtube.com/watch?v=WFs0gAXsDo8

Ah, o regozijo de um JCast com menos de uma hora de duração. Vocês não sabem como é ótimo postar o programa completinho, já com zip e tudo, antes da meia-noite, e sem ter perdido o dia inteiro com a edição, só algumas horas da minha tarde. Como recompensa, merecemos mensagens de voz para a centésima edição do JCast, e emails, é claro! Ambos vão para [email protected], como de praxe. Até a próxima!

O JCast Reviews #32 foi embalado ao som de:

Gake no Ue no Ponyo Original Soundtrack

Ponyo, Ponyo, Ponyo, sakana no ko! Essa musiquinha gruda que é uma beleza, vai demorar uns dias pra sair, e do jeito que minha sobrinha gostou dela, vai continuar em minha mente por umas semanas. Eu prefiro nem falar sobre a trilha sonora. Ela consegue ditar o clima de uma forma tão espetacular que esse JCast ficou umas 10 vezes mais fofo do que ele realmente é. Então escutem na edição, e baixem depois pra ouvir antes de dormir, ou quando estiverem lendo – todo mundo sabe que são as melhores horas pra se ouvir uma boa trilha sonora.

JCast News #16

É, não vai dar pra começar essa edição com piadinha, foi mal. Com a notícia da morte do diretor Satoshi Kon, resolvemos adiantar esse JCast News, que só sairia semana que vem, com uma homenagem ao criador desses filmes que gostamos tanto. Infelizmente, Kon se foi com uma lista de obras que cabe em menos de uma linha: Perfect Blue, Millenium Actress, Tokyo Godfathers, Paranoia Agent e Paprika. Mas não se preocupem: apesar do tom mais sério que o normal (mas não tão sério assim) nos primeiros minutos desse programa, o resto é a mesma baboseira de sempre.

(00:02:14-00:34:35) Homenagem a Satoshi Kon

Satoshi Kon faleceu na manhã de terça, dia 24, de câncer no pâncreas. Ele já sabia da doença desde maio, mas não levou à público para não criar problemas maiores. Nesse bloco damos mais detalhes, expressamos nosso pesar e lemos a carta de despedida que ele escreveu, publicada em seu site oficial no dia seguinte à sua morte.

Morre o diretor Satoshi Kon
Mais informações sobre o falecimento de Satoshi Kon

(00:34:56-00:51:05) Notícias

Novo anime no universo de Bakemonogatari
Black Jack vs House
PS3 chega ao Brasil
iPod pega fogo em trem
Jump SQ 19 no IPad
Novidades de Black Rock Shooter
Takashi Makino, do Tokyo Purin, está com câncer de pulmão
Morre cantora e compositora Bice

(00:51:15-01:04:22) Emails

Emails de Nathy (ou Renata) e Matheus Nagao.

(01:14:33-01:16:04) Notícias

Sequência de Porco Rosso
Paradise Kiss em live action
Obrigado Senhor, o Noitamina existe
Fractale é o novo anime de Yutaka Yamamoto
Evangelion 1.11: Você (não) Está Só – Saiu!
Hello Kitty gigante
Hello Kitty vai para a Bolsa

(01:16:20-01:29:03) Emails

Emails de Rodrigo Capucho, Sun Lin e dougeto, e comentários de Freakytooms e Jun-01.

O pequeno atraso foi por conta da minha Velox, que resolveu passar 2 dias sem funcionar. Como já disse no twitter, reclamações devem ir para o telefone 10331. Em contrapartida, todo o resto deve ir para o nosso email, o [email protected]. Até semana que vem!

O JCast News #16 foi embalado ao som de:

Susumu Hirasawa – Paprika Original Soundtrack

Eu não preciso nem explicar porque essa trilha está aqui, né? Se parar pra pensar, morremos por algumas horas toda noite.

JCast News #9

O JCast News ainda vive! Nessa edição: animes de Nurarihyon no Mago e Bakuman, novidades sobre Code Geass, Obama se curvando no Japão, novidades do filme de Haruhi e mais um montão de coisas! Continue lendo “JCast News #9”