JCast #165

Rant: Jogos Vorazes, Sétima Temporada de Doctor Who, Survivor e mais
Review: Kaizoku Sentai Gokaiger – Parte 1
Preview: Tokumei Sentai Go-Busters – Parte 1
Review: Kaizoku Sentai Gokaiger – Parte 2
Participantes: Darkonix, Laivindil, Dri Sweetpepper, Cristiano, Juba-kun e Raphael Soma

As pessoas morrendo de fome, como de costume, e cada vez que ligo no telejornal alguém me diz que o governo está votando alguma coisa relacionada com a copa do mundo. Daí paramos e pensamos: isso é só futebol.Não tem que levar meses de discussões, não tem que gerar tantos milhões em investimento, não tem que rolar corrupção. Certo? Afinal, eu amo peteca e não vejo nenhum país parar por causa desse tão subestimado esporte. Então eu percebo que o exemplo da peteca foi clichê e no mínimo preguiçoso. Só o fato de escolher peteca pra servir de contraponto ao futebol já mostra que, mesmo na minha cabeça, bater na bundinha acolchoada e cheia de penas é algo imbecil e inferior ao grande e hercúleo desafio de correr atrás de uma bola. Desesperado pelo medo de soar como uma imitação patética de Pedro Bial e Arnaldo Jabor, dou-me conta que perdi totalmente o ponto da conversa. E justamente para não perder mais tempo, puxarei o plug dessa discussão e entrarei em outra. Esqueçam essa intro. Vamos fingir que ela não aconteceu.

O tempo muda e desmuda toda hora, o céu fica nublado e você fica gripado, chove torrencialmente, gotas furiosas tamborilando no teto (fins poéticos, eu não moro numa casa de telha, só pra constar) e não faz frio. Incrível. Ano passado eu teria dito que meus agasalhos cheiravam a mofo e agora digo que eles desintegraram. Pó. Claro que essa intro está sendo pior ainda, pois em muitos estados do Brasil o frio vem constantemente e em alguns talvez ele nunca tenha ido embora. E do preconceito esportivo eu caio na segregação dos estados, comunicando-me apenas com as regiões ensolaradas do país, ignorando que as pessoas das regiões frias não só são dignas de minha atenção, como são extremamente mais bonitas. Ahn… eu acho melhor parar por aqui antes de maiores confrontos diplomáticos. Continue lendo “JCast #165”