JCast #144

Rant: Copa sei-lá-do-que de Futebol Feminino, Apedrejamento, Amy Whinehouse e Torchwood
Preview: Temporada de Verão 2011 – Parte 1

Participantes: Darkonix, Laivindil e Yohan

Como dizia Kátia Cega: “Não está sendo fácil”. Atrasinho de leve essa semana, mas ninguém nem reparou. Todos têm vidas ocupadas. Roupa pra lavar, cocô do cachorro pra tirar, Harry Potter 7.2 pra assistir. Coisas vitais. É, estou sendo jocoso, tirar o cocô não é tão vital. De todo modo lá vai o JCast pra alegrar seu dia do sanduíche. Talvez a gente demore menos pro próximo, ou então embarcaremos de vez na Anglofilia, uma das poucas filias que felizmente não é ilegal, e lançaremos três episódios por ano. Mais um especial de natal. Sim, vou anotar essa sugestão no já abarrotado caderninho de “conceitos pra podcast muito mais legais do que o utilizado por nós”. Logo abaixo do podcast para surdos, como a participação do intérprete da Marlee Matlin.

(00:00:44-00:21:05) Rant: Copa sei-lá-do-que de Futebol Feminino, Apedrejamento, Amy Whinehouse e Torchwood

Então, é… futebol? Zzzzzz. Ahn, hein, oi? Ah claro, fute… zzzzzz… Oi, oi, desculpa. Umas mulheres aí correndo atrás de bolas. Sim, como toda a raça feminina (beijão, mulheres, levem na esportiva, eu preciso fazer piada aqui, e nada mais fácil que utilizar a ofensa) mas nesse caso com repercussões extremas. Americanos querendo que a fúria da natureza caia novamente no Japão. Pois todos sabem o trauma que Pearl Harbor causou na Gringolândia. Nada mais nasceu naquele trecho de mar, vida marinha permamentemente prejudicada, pessoas com mutações genéticas bizarras e o Godzilla americano. E por falar em americanos, a nova temporada de Torchwood não é tão americanizada assim. E não vou gastar muita lábia pra vender esse peixe. A maioria das ouvintes é fujoshi mesmo, então é só garantir que tem Man x Man Action.

Trilha: Sondre Lerche – Phantom Punch

(00:21:40-1:59:09) Preview: Temporada de Verão 2011 – Parte 1

Nossas opiniões de começo da temporada de verão são exclusivas. Claro, pois só nós temos nossa opinião. Não que isso seja grande coisa, mas em terra de Cláudia quem tem cadeira é rei. Tudo bem que a temporada tá avançadinha, mas antes tarde do que nunca. Então podem ficar tranquilos. Sabemos que ninguém aqui tem opinião própria e espera ouvir a nossa pra decidir o que assistir. Mas como a gente gosta de tudo, então todos se tornam maníacos por informação. Como essa temporada tem anime demais, recomendo não ouvir esse episódio do JCast. Finja que o Japão faliu. Foi vendido pra China. Não produzem mais anime, somente pastel e barata no palito. A nova onda agora é a Finlândia. Esse é o país backup da nossa former JCaster Otsu, então acho que é uma boa passar adiante. Então vai ouvir The Rasmus e ignorem a gente. O primeiro que comentar come toda a merda do mundo. E por merda eu digo bosta, não frutas indecisas cobertas com chocolate.

Comentados nessa edição:

Double-J
Blade
Ro-Kyu-Bu!
Usagi Drop
The [email protected]
Blood-C
Uta no Prince-sama Maji Love 1000%
Sacred Seven
Ikoku Meiro no Croisée
Kaitou Tenshi Twin Angel: Kyun Kyun Tokimeki Paradise!!
Itsuka Tenma no Kuro-Usagi
Kamisama Dolls

Trilha: Hajime Hyakkoku – K-On! OST

Então, né, gente, mandem emails para [email protected], e até semana que vem!

JCast #142

Rant: Terry Pratchett e Suicídio Assistido
Feedback: Kaoru, Gustavo Chaves Ribeiro, Renato Gonçalves, Gaspar Nolasco, Mayara França Prado, Doraemon, Ana-chan e RaphaelSoma

Participantes: Darkonix, Laivindil, Luan e Yohan

Geralmente a única coisa boa de uma segunda-feira é saber que ela acaba. E nesse momento você ganha algo para facilitar sua jornada. Hoje é feedback time. Somente e-mails e cartinhas dos nossos ouvintes. É, infelizmente não tem cartinhas. Temos que consertar isso. Antigamente você precisava se esforçar pra ser ouvido. Escrever à mão. Colar selo com saliva. Isso é, se alguém realmente faz isso na vida real. Eu sempre usei cola. Vamos arrumar uma caixa-postal. Ou então mudar o endereço de correspondências pra “Rua da Várzea”. Se a memória não falha, todos os programas infantis eram gravados nessa rua. Não que sejamos um podcast infantil. Podemos até ser infantilóides em alguns momentos, mas é tudo premeditado. Estamos tentando provocar insultos contra nós mesmos e depois ganhar uma grana preta em processos. Claro que revelar isso aqui compromete bastante o plano. Voltando às cartinhas. Mandem algumas pra “Rua da Várzea”, sem número mesmo, a gente passa lá e cata do chão. Corte alguns códigos de barra e responda a alguma pergunta aleatória. A única parte dessa nostalgia que não será revisitada será a do prêmio. Nós somos o prêmio. Com o pagamento certo, a gente vem com gosto de cereja.

(00:00:34-00:19:00) Rant: Terry Pratchett e Suicídio Assistido

O rant começou num tom bem besta, mas provavelmente a presença do Luan levou o assunto para algo muito sério e carregado: suicídio assistido, que o Terry Pratchett, maior ídolo do nosso amigo Yohan, pretende cometer. Ou o Richard Dawkins, o Yohan paga pau dos dois e sempre confunde. Perceba que com essa constatação podemos comprovar que: a) Todas as minhas piadas são usadas no cast, não sobrando nenhuma pro texto; b) Minhas piadas definitivamente não são boas; c) O texto desse bloco está sendo escrito pelo Darko, ao contrário do parágrafo inicial, que foi escrito pelo Laivindil; d) o item a é um comentário retroativo, que fará mais sentido após ouvir o cast, dando assim todo um fator replay para esse texto; e) o documentário pode ser assistido logo abaixo.

Trilha: Filipe Catto – Saga

(00:19:54-1:25:07) Feedback

Com emails de Kaoru, Gustavo Chaves Ribeiro, Renato Gonçalves, Gaspar Nolasco e Mayara França Prado, e comentários (cheios de spoilers de Madoka, BEWARE!) de Doraemon, Ana-chan e RaphaelSoma.

GasparNolasco on deviantART
Kotatsu Shinbun – Yuri
nbm² – Madoka Magica Review – Parte 1
nbm² – Madoka Magica Review – Parte 2

Trilha: Tokyo Jihen – Daihakken

Então, né, gente, mandem emails para [email protected], e até semana que vem!

JCast Goes Off #8

O JCast número 100 já tá quase aí e, no caminho para ele, resolvemos desencavar um Goes Off que já devíamos ter feito faz tempo. Não, não é o de Lost. Não, também não me olhe com essa cara. Torchwood, nosso spinoff favorito de nossa série favorita, é um assunto que já tá na lista faz tempo, e resolvemos tirar esse peso das nossas costas. É o JCast se livrando de seus fantasmas: primeiro Gundam, agora Torchwood. Qual será o próximo?

(00:01:02-00:11:04) Introdução

O Laivindil viu Harry Potter à meia noite, e gostou. O Darko desistiu de ver os primeiros episódios dos animes que faltavam, após não resistir e estar acompanhando 3 animes da temporada. A Boo não falou quase nada, e ficou lendo o Bátima. O Luan nem nesse programa tá. O nosso microfone ainda tá meio ruinzinho, mas pelo visto no próximo programa estará tudo ok novamente, os problemas já foram localizados e resolvidos. E a Natty Renata mandou o presente mais fofo do mundo, graças à carta com papel do Ursinho Puff (somos a resistência, nada de Ursinho Pooh!) que acompanhou seus dvds de dorama.

(00:11:16-01:08:10) Torchwood

Que Doctor Who é nossa série favorita de ficção científica, não há mais dúvida alguma – afinal, em um podcast de cultura japonesa, sempre damos um jeito de enfiar o assunto em algum lugar. Torchwood é o Doctor Who que não pensa nas criancinhas que se escondem atrás da cama. Aqui temos sexo, violência, personagens importantes mortos impiedosamente e o Capitão Jack Harkness dando em cima até mesmo de uma cadeira massageadora do século 37 que vibra em 456 frequências e meia. Tudo isso em um retrato cru da humanidade, usando o sci-fi como pano de fundo. Se você ainda não viu nada de Doctor Who, tá passando da hora: iremos te perturbar até que você se renda e veja!

E é isso, pessoal. Lembrando que estamos a apenas três semanas de distância para o JCast número 100, então mandem áudios e emails para [email protected]. Até semana que vem!

O JCast Goes Off #8 foi embalado ao som de:

Torchwood Children of Earth Original Soundtrack

Essa trilha retrata bem o clima tenso e corrido dessa minissérie, que é uma das coisas mais intensas que já vi. Consequentemente, o JCast deve ficar tenso. Caso a tensão seja insuportável, peça uma massagem pra sua namorada (ou namorado, mesmo se for um cachorro). Ou pra sua mãe. Ou se faça uma massagem. Ou compre a cadeira massageadora do século 37 que vibra em 456 frequências e meia. Mas não nos processe.